sábado, 28 de maio de 2011

É quebra ou queda de cabelo?

Existem dois problemas que costumam incomodar as mulheres apaixonadas por seus cabelos: a queda e a quebra. E muitas vezes, ambas são relacionadas ao uso de química nos fios. Mas engana-se quem pensa dessa forma.
Conheça melhor as causas e descubra a melhor forma de tratar esses vilões da beleza feminina.

Queda
Causada por fatores genéticos ou emocionais, a queda derruba o fio inteiro, pela raiz, e deve ser tratada por um dermatologista. Dificilmente um alisamento, mesmo que malfeito, por exemplo, poderia causar esse problema.
Normalmente, ela se dá quando o organismo apresenta hormônios masculinos em excesso - ou está com falta de hormônios femininos. Ainda assim, há uma grande chance de você sofrer de alopécia androgenética (nome dado à queda de cabelo ligada a questões hormonais) mesmo com níveis normais de testosterona e estrógeno. "É o caso mais comum: mesmo sendo pequena, a quantidade de hormônio masculino atua tão intensamente no couro que faz com que os fios caiam", explica Marcelo Bellini.
Situações de stress também deixam seu pente cabeludo, porque liberam cortisol na corrente sanguínea, hormônio que suprime o sistema imune. Também se enquadra nesse caso de queda o desequilíbrio nos hormônios TSH e T4, regulados pela tireoide. Se você sofre com ela, não demore a procurar um especialista.

Quebra

Ela sim, pode ser consequência do mau uso de químicas fortes.
A quebra pode ser notada ao passar a mão pelo couro cabeludo e sentir os "toquinhos" dos fios. Nesse caso, a solução é corrigir o que causou o problema (suspender o uso de química, usar xampu antiquebra, consumir menos frituras e ingerir mais alimentos naturais). Se você cuidar bem da saúde, o fio voltará a crescer naturalmente.
*Fonte:aqui

Um comentário:

  1. Muito bm adorei!
    :)
    http://cabelosecuidadoscaseiros.blogspot.com/

    ResponderExcluir